PRIVATE AREA | REGISTER EN PT ES
Login
NEWS Vontade de Viver
Esta manhã assisti a uma gravação da entrevista televisiva dada recentemente por Bernardo Pinto Coelho, primo direito de dois grandes amigos meus e portador da doença Esclerose Lateral Amiotrófica, a chamada “ELA”. Fiquei impressionado com o seu positivismo, contagiei-me com a sua alegria e inspirei-me com a sua energia.

O Bernardo procura viver intensamente o dia-a-dia com felicidade e dá menos importância ao que aí vem, preocupa-se mais com o presente e menos com o futuro. A amizade dos seus amigos e o amor da sua família deram-lhe os alicerces para dar uma nova orientação à sua vida. Que ensinamento tão primário mas tão verdadeiro, tão sábio. Hoje em dia gastamos tanta energia em planear os próximos anos, a nossa carreira, o nosso enriquecimento monetário que nos esquecemos de viver o presente, de arriscar e até de procurar a felicidade.

Somos um povo tão oprimido, tão insatisfeito e resignado ao mesmo tempo. Sei que vivemos tempos muito difíceis e que há tanta gente com tão pouco. Não digo para ficarmos satisfeitos só porque a nossa miséria é menor que a do vizinho, mas a todos nós nos foi dada a capacidade de lutar, de tentar ultrapassar os nossos desafios e dificuldades e isso tem de ser o suficiente para poder acreditar e nos mobilizar. Temos de ser nós próprios a tentar, a trabalhar, a arriscar pois ninguém o fará por nós. Só vence quem trabalha mais, quem tenta mais vezes e quem arrisca quando já se sente preparado. Já o escritor americano Malcolm Gladwell dizia no seu livro Outliers que o segredo do sucesso das emblemáticas figuras mundiais nas diferentes áreas de atividade, desde desportistas, músicos, empresários, advogados, se deve não só ao seu talento natural mas ainda em maior medida ao seu trabalho e experiência acumulada. São pessoas que trabalharam e se sacrificaram muito, mas que a sua motivação adivinha da emoção do dia-a-dia, pelo gosto pela aprendizagem e por uma ambição sem limites. O reconhecimento veio por acréscimo, nunca como objetivo primordial. Quem apenas se move por dinheiro ou fama está condenado ao insucesso.

O testemunho mais revelador da entrevista foi quando Bernardo disse que é mais feliz agora do que antes da doença. Achei extraordinária esta revelação e faz-me acreditar que o Bernardo percebe agora melhor o sentido da vida e a importância de cada momento. E esta vontade de viver dá-lhe energia e enche-o de coragem para lutar contra a doença, para lutar por aquilo que acredita e por tudo aquilo que ainda quer fazer. 

Bernardo obrigado pelo teu testemunho que certamente marcará quem o ver. De facto a vida prega-nos muitas partidas e revela-nos que somos muito mais fortes do que pensamos e tudo se torna mais fácil do que parece. Espero que continues determinado e a ser um exemplo de vida e que sirvas de inspiração para tantos Portugueses que se sentem perdidos e sem rumo.

João Boullosa
Managing Partner
DUO Capital

VIDA ECONÓMICA
19/09/2014
LATEST NEWS