PRIVATE AREA | REGISTER EN PT ES
Login
NEWS Falta de Conteúdo!
Raramente escrevo e falo de política, confesso, é uma maçada! Mas neste momento chego ao ponto de ter vergonha alheia por aquilo que leio e oiço.

Já começou a campanha eleitoral e o debate de ideias continua vazio como sempre. E os responsáveis principais são a classe política como não poderia deixar de ser, nomeadamente a oposição. Mas com alguma dose de culpa aponto os jornalistas e as cadeias noticiosas por convidarem sempre os mesmos e concederem espaços de opinião a ex-governantes da esquerda à direita que mais não fazem do que usar sempre a mesma retórica: a crítica pela crítica mas nenhuma ideia nova.

As últimas semanas tem sido marcadas no espaço político pelo devasso da vida privada, pelas acusações de falta de ética, pelo escrutínio das declarações públicas e interpretação à medida do que se quer insinuar. E não se fala de outra coisa, quer os jornais quer os canais noticiosos todos dão relevo às mesmas declarações sem qualquer interesse e assim se enche um espaço noticioso com nada de relevante.

A mim pessoalmente espanta-me a leviandade com que alguns ex-governantes que tiveram muitas responsabilidades em Governos anteriores critiquem tudo e mais alguma coisa e mostrem-se revoltados com a situação do País. Governo atrás de Governo contribuíram para o monstro do défice, para a teia de proteção dos interesses de alguns grupos protegidos em detrimento do interesse público e para a quebra de confiança no aparelho público. Não existe vergonha na cara nem peso de consciência, mas isto é o que merecemos quando damos tempo de antena a quem não merece.

Ideias novas que contribuam para modernizar o país, para apoiar o investimento, para profissionalizar a gestão nas pequenas e médias empresas, essas não são discutidas. Fala-se constantemente no impacto da austeridade na economia Portuguesa, na comparação do país pré e pós Troika, da atribuição de culpas aos vários governantes, da submissão do país à Alemanha e no nível alto de impostos hoje existente. De facto tudo isso é importante, mas já todos percebemos o que foi feito e os sacrifícios que daí vieram. Importa muito mais discutir o futuro, falta falar de medidas concretas, com mais ou menos profundidade, falta deixar os interesses pessoais de lado e discutir pelo interesse de todos.

O vazio do debate de ideias faz-me constatar que na política não andam os melhores, nem perto disso. A política em Portugal não é sexy e isso é um sintoma do quanto as coisas andam mal.

João Boullosa
Managing Partner
DUO Capital

VIDA ECONÓMICA
02/04/2015
LATEST NEWS