PRIVATE AREA | REGISTER EN PT ES


WE STRONGLY
BELIEVE IN SOLID
FOUNDATIONS
Login
NEWS NPL Servicer: Qualidade como Fator de Diferenciação
O mercado do Servicing de NPL´s em Portugal é um mercado muito disseminado formado por um conjunto alargado de pequenos players cuja atividade se destina exclusivamente à recuperação de créditos e sem capacidade de originação, advisory e estruturação de operações de investimento. O número de empresas com ampla capacidade na gestão de ativos de NPL´s é muito reduzido.

Este sector de atividade constitui um nicho de mercado com pouca regulamentação e com pouca visibilidade mediática e como tal não surtiu interesse por parte de grandes grupos económicos nem movimentos de concentração por parte dos seus intervenientes. Além disso, verifica-se continuamente que algumas entidades financeiras preferem ir adiando a solução para os seus problemas de balanço, reduzindo as possibilidades de crescimento potencial deste mercado.

Como em tantos outros sectores de atividade económica em Portugal, o futuro passa pela modernização, atualização, aplicação das melhores práticas de mercado e constante investimento tanto em termos de recursos humanos como em termos de ferramentas de gestão. Desta maneira, estarão condenadas a prosperar as empresas que tomarem a dianteira nesta tónica e por isso é de se esperar que esta indústria dê um salto em termos qualitativos e de níveis gerais de profissionalismo.

A qualidade de um servicer é normalmente aferida pelos seus resultados na recuperação. Mas quem procura uma parceria de longo prazo, um prestador de serviços estável e que quer efetivamente servir o cliente, atualizando o seu serviço e adaptando-o à evolução das necessidades deste último e do mercado, terá de analisar mais profundamente as capacidades do servicer em causa:

Um servicer deve ter uma infraestrutura flexível que o permita ir melhorando constantemente as suas operações. Para tal é essencial trabalhar com uma plataforma integrada de gestão que assegure segurança de informação e observância dos procedimentos e regras de negócio e ao mesmo tempo que permita uma resposta em tempo real à mudança das necessidades do cliente.

Um servicer  deve ter colaboradores com ampla experiência no sector mas também pessoas com know how abrangente e com facilidade em moldar o serviço oferecido de acordo com novos paradigmas de mercado. O rácio asset managers / número de processos sob gestão também poderá ser um indicador de escrutínio e comparável com as melhores práticas de mercado.

A constante monitorização e a capacidade de análise estatística dos dados são essenciais para o estabelecimento de novas estratégias de recuperação e o acompanhamento contínuo da performance dos portfolios.

A transparência é também um fator chave e que garante confiança por parte dos investidores. Para além do reporting programado em intervalos de tempo estabelecidos, o acesso por parte do investidor à performance dos seus ativos em tempo real representa uma mais-valia. Isto será possível numa organização muito transparente e acima de tudo preparada com uma ferramenta de gestão online.

Por último, mas um dos principais indicadores como em qualquer negócio, a motivação dos colaboradores do servicer contribui para a boa performance e progressão da empresa, assim sendo, a rotatividade de pessoal comparado com a dos seus concorrentes poderá ser uma boa métrica para avaliar este indicador.

Um servicer é um negócio de pessoas e gestores e requer organização, empenho, profissionalismo, bom senso e boas ferramentas de gestão como em qualquer outra indústria que se queira competitiva.

João Boullosa
Managing Partner
DUO Capital

VIDA ECONÓMICA
13/09/2013
LATEST NEWS